30 de junho de 2014

9º Dia: Troca da Guarda, Dia do Rock

     Este dia também passeamos muito ! Iríamos para Cambridge, mas Cris desistiu e ficamos passeando pela cidade mesmo.

     Começamos indo para o Palácio de Buckingham, para ver a famosa troca da guarda. Chegando lá, a praça já estava muito cheia, todo mundo já esperava para ver o evento ! Conseguimos um lugar aparentemente bom e ficamos esperando, o sol estava forte. Demorou um pouco, mas finalmente a parada começou a chegar. 

    A troca da é muito interessante. Muito legal ver ao vivo aqueles guardas com os capacetes tradicionais, grande e peludos. Ficamos na praça, mas a guarda passa por ali e entra no palácio. Lá tem uma cerimônia da troca que não deu para vermos, pois já estávamos do outro lado da rua e a cerca já estava lotada. Ficamos esperando, e enquanto isso, um policial explicava para o pessoal o que estava acontecendo e o que iria acontecer, fazendo até algumas "piadas" com relação à guarda... bem inusitado...
      Terminada a troca, a guarda antiga sai e continua a retirada pelo outro portão. Depois de passada a guarda, fomos embora pela rua principal, aproveitando para tirar fotos da praça Victoria Memorial e dos jardins.






     Fomos então para a Trafalgar Square, onde pegamos inicialmente o Original Tour. Lá compramos uns tickets para fazer um Tour do Rock a pé. O tour foi interessante, uma guia nos levou a vários locais onde famosos cantores de Rock frequentavam, contanto a história de cada local. O sotaque dela estava bem carregado, um sotaque inglês bem forte, e como ela falava um pouco rápido foi necessário um pouco mais de atenção para entender tudo (ela já tinha até avisado disso!). Andamos bastante, passando até por Chinatown. 

     Resolvemos então aumentar o repertório do nosso Dia do Rock indo conhecer a famosa faixa de pedestres onde os Beatles tiraram uma foto para o disco deles, o Abbey Road. Pegamos o metrô para ir para lá, e chegamos rápido. Choveu enquanto estávamos no metrô e saímos ainda estava chovendo um pouco. Esperamos a chuva melhorar e fomos atrás da famosa rua. Não demorou para encontrar, e foi muito fácil, pois lá já estavam um monte de pessoas tirando fotos e atravessando a rua. O lugar é uma rua comum, com uma faixa de pedestre comum, então não dá para tirar muitas fotos tranquilamente, é preciso paciência para que a rua esteja vazia para poder tirar uma boa fotos. Pedimos para um rapaz tirar fotos para nós.

    Conitnuou a chover bastante, e resolvemos ir embora, a chuva apertou no caminho do metrô, mas a Cris queria voltar de ônibus (os famosos ônibus de 2 andares de Londres), cuja parada era do lado do metrô, e foi outra experiência muito interessante. Chegamos no ponto de ônibus e lá na parada existia um painel eletrônico onde passavam informações sobre todas as linhas que paravam ali, mostrando inclusive quanto tempo cada linha demoraria para chegar naquele ponto. Esperamos e no horário indicado nosso ônibus da linha 82 Victoria estava chegando. Os ônibus de lá também são um show à parte. Inicialmente, a suspensão dele abaixa quando ele para no ponto para se igualar à da calçada e facilitar a entrada. O cartão Oyster é integrado, então funciona tanto no metrô quanto no ônibus também. A limpeza é algo fora de série também, tudo muito limpo lá dentro, igual ao metrô, inclusive, outro painel indicando a linha, para onde vai e qual a próxima parada dele, junto com um aviso falado de todas essas informações. Show ! Quem dera pudéssemos ter algo assim aqui no Brasil... nunca pensei que fosse tão bom andar de ônibus !

     A próxima parada no nosso Dia do Rock não poderia ser outra do que o Hard Rock Café ! Como poderíamos deixar passar ? Chegamos lá e demos nossos nomes para a lista de espera, e enquanto esperávamos fomos visitar a loja que ficava na esquina e também o The Vault, que é praticamente um cofre-museu com itens históricos e raros de peças, vestimentas e tudo mais que se possa imaginar que já pertenceu a um astro do Rock. A coleção é impressionante e só se pode descer lá junto com um funcionário da loja. Em algumas épocas do ano o The Vault só abre em certos dias específicos.
     Os comentários sobre o jantar no Hard Rock Café não poderiam ser outros: comida deliciosa, atendimento excepcional, ambiente fantástico. Dessa vez, não caímos na pegadinha da sobremesa, e pedimos uma daquela taça gigante para dividir. Assim todos ficaram satisfeitos e ninguém passou mal ! 
      Voltamos para o hotel de ônibus também, linha 74 Putney











29 de junho de 2014

8º Dia: Corrida, Museu de História Natural, Lion King, Poppies

     Esse dia também era muito esperado por mim. Era dia de corrida ! Me inscrevi também em uma corrida promovida por um grupo local. A idéia era ir até a corrida enquanto Cris e Gabriel visitavam um castelo próximo dela, mas eles não quiseram acordar cedo para ir. Ficaram de ir no Museu de História Natural enquanto eu corria. 

28 de junho de 2014

7º Dia: Stonehenge, Pub


     Esse dia foi um dia "negro" em nossa viagem. Desde que acordamos aconteceu tudo errado. A prorgamação era fazermos um tour passando em 3 pontos turísticos da Inglaterra: Stonehenge, Bath (banhos romanos) e Windsor. Para isso, seguindo a dica de um famoso blog de viagens, contratei a empresa International Friends. 

     Acordamos e saímos já meio atrasados para o encontro com a Van, em um lugar perto de nosso hotel. O problema já começou por aí, pois existiam 2 hotéis com o mesmo nome, em locais bem distantes um do outro, e acabamos indo para o hotel errado. Lá, não conseguimos achar a van e eu tentei conversar pelo telefone com a empresa. Por sorte, a empresa notou o erro e tinha uma outra van passando perto de onde estávamos, então nos encaixaram nela. A partir daí, começamos nossa viagem (já mais tranquilos), ouvindo informações sobre os locais do motorista da van.

     Chegando em Stonehenge, nos deram instruções iniciais de como seria o tour lá. Stonehenge é um complexo onde existe o monumento das pedras que todos conhecem, mas não se chega lá sozinho, os turistas devem estacionar os veículos em uma recepção. Lá recebem um Audio tour e sobem para o monumento por um trenzinho. Nosso guia nos informou que iria nos esperar na recepção às 10:30AM, e subimos com o pessoal.
     Stonehenge é muito interessante. O tempo não estava bom, chovendo e parando toda hora, mas pudemos passear bastante por lá. O Audio tour é muito interessante, contanto muitas histórias sobre o local, como deve ter sido construído, cultura, etc... um lugar milenar de muita tranquildade. 

     Voltando para a recepção, começou todo nosso pesadelo. A van que viemos não se encontrava mais lá. Comecei a procurar, e depois de vários minutos, comecei a ficar preocupado. Liguei para a empresa e esta me informou que nos esperaram às 10:15am, e como não aparecemos, ela foi embora e que agora teríamos que nos virar para voltar para Londres. Um absurdo, o local é totalmente turístico, afastado, não existe táxi, ônibus nem nada que passasse por lá, e a empresa International Friends, nos deixou sem nenhum apoio, com uma criança. Pedi auxílio na recepção, ficamos pegando chuva, e não tínhamos como voltar para Londres. Já depois de muito tempo, as pessoas da recepção turística de lá conseguiram um ônibus que tinha 3 lugares vagos e que estava voltando para Londres e que poderia nos dar carona. Entramos nesse ônibus, que nos deixou praticamente do lado do nosso hotel, e dei uma gorjeta para o motorista.
      Mais tarde, reclamando com a empresa, esta nem sequer quis conversa. Alegou que o problema era nosso e que nós tínhamos que nos virar por o erro foi nosso. Nunca mais contrato nada dessa empresa e não aconselho a ninguém fazer isso !! Ficamos sem conhecer os outros locais e ainda perdemos o dia todo, abandonados, presos em um lugar isolado, em um país estrangeiro, na chuva e com uma criança, dependendo da boa vontade das outras pessoas.
     Chegando no hotel, tomamos um banho e saímos para jantar. Escolhemos ir novamente ao Pub que tanto gostamos bem do lado do hotel, o The Stanfor Arms. Lá, muita gente, muita animação (era dia de jogo) mas mesmo assim conseguimos uma mesinha. A comida, o atendimento e o ambiente, como sempre nota 10, depois de um dia igual ao que passamos, pelo menos a noite foi boa....

27 de junho de 2014

6º Dia: Wimbledon

Wimbledon

     Esse foi um dia muito especial. Era aniversário da Cris, e como presente de aniversário a escolha dela era passar o dia em Wimbledon, onde estava acontecendo o famoso Torneio de Wimbledon. 

     Pegamos o metrô para a estação de Southfields (roteiro previamente montado em casa antes da
viagem) e andamos até o local do torneio. Não compramos ingressos antes, não sabíamos nem mesmo que poderíamos entrar no torneio, pois os preços eram absurdos. Chegando lá, vimos uma entrada com uma placa chamada The Queue. Já tinha lido sobre essa The Queue antes de viajarmos, era uma fila onde entrávamos para comprar ingresso na hora. Nos dirigimos para lá e entramos em um campo gramado imenso, com centenas de pessoas organizadas em várias colunas. Fomos até lá e nos informamos, pegamos uma senha e ficamos esperando. A fila não demorava muito para andar, as colunas eram encaminhadas para uma fila linear logo em seguida. Enquanto esperávamos, Gabriel aproveitou para brincar com alguns cachorrinhos que estava brincando no gramado, levados por possivelmente locais. O tempo estava um pouco fechado (o tempo em Londres varia muito) e quando fomos encaminhados para a fila linear, eu fiquei sabendo que o preço do ingresso era de £20,00 por pessoa, e só aceitavam pagamento em dinheiro. Tinha na minha carteira £50,00, quantia que normalmente levava para passar o dia, que dava para comprar lanches e até almoço. Saí então correndo de volta ao centro da cidade, uns 10 minutos até chegar lá embaixo, procurei o primeiro banco que achei e fiz um saque de mais £20,00. dei sorte que o banco aceitou meu cartão, não tinha certeza se iria, mas deu tudo certo ! Voltei correndo e achei a Cris com Gabriel na fila novamente. A fila era grande, mas chegamos rápido na bilheteria e compramos nossos ingressos, que nos dava direito de assistir jogos em quase todas as arenas a partir da 3ª.

     Entramos e a felicidade estava estampada na cara da Cris, ela estava nas nuvens. Lá dentro, muita
gente, e muitos jogos já estava acontecendo em todas as quadras. Pude tirar várias fotos de tenistas conhecidos e desconhecidos. O Sol saiu com vontade e procuramos uma quadra para assistir um jogo. Quem entra pela fila não tem lugar marcado nas quadras, você tem que entrar em uma fila na quadra que quer assistir e lá tem que esperar uma cadeira ficar vaga para poder entrar. tudo muito organizado. Eu fiquei em uma fila de uma das quadras enquanto Gabriel e Cris ficaram passeando por lá, mantendo contato pelo rádio.
     Quando finalmente chegou nossa vez, apenas 2 cadeiras ficaram vagas, Cris e Gabriel entraram e fiquei esperando um pouco mais. Felizmente, alguns minutos depois eu pude entrar e a cadeira que ficou vaga era do lado da Cris e Gabriel. O jogo estava bem equilibrado, não me lembro mais do nome dos jogadores, mas gostei muito de assistir o jogo tão de perto, nossa cadeira estava localizada na terceira fileira ! Percebemos também que o árbitro deste jogo é um muito conhecido, que já "apitou" vários jogos importantíssimos de vários campeonatos !

     Não assistimos até o jogo terminar. Saímos para procurar outro jogo para ver. No caminho, várias quadras secundárias estavam cheias com jogos individuais e de duplas, e era até fácil de assistir. Em um deles Gabriel e Cris conseguiram um banco fácil para se sentarem, enquanto eu ficava tirando fotos em pé. 

     Passeamos pelo complexo, visitamos a super loja de Winbledon, e chegando na hora do almoço
procuramos um lugar para almoçar. Lá existem alguns restaurantes e vários quiosques de lanche, e resolvemos comprar um lanche nesse quiosque, mais pela facilidade e tempo. Conseguimos um banco para sentar e comemos ali mesmo. 


     De lá, nos encaminhamos para o famoso gramado onde existe um telão passando o jogo no quadra principal. Deixamos nele para assistir o jogo do famoso jogador sérvio Novak Djokovic, um dos preferidos da Cris e Gabriel. E ficamos lá por boa parte da tarde, até acabar o jogo, com o Djokovic como ganhador. 


     De lá, partimos para outra quadra, onde estava acontecendo um jogo de duplas mistas. Nos sentamos mais em cima desta vez, e mesmo assim a visão foi ótima. O jogo estava também equilibrado e os jogadores bem conhecidos (não me lembro os nomes novamente!). Depois, entraram outras duplas e ficamos lá para assistir também. Dessa vez em uma das duplas uma tenista muito chata reclamava de várias bolas e jogadas para o árbitro.




   Fim do dia, voltamos para nosso querido hotel, com o sorriso no rosto da Cris e Gabriel e saudades no coração.



26 de junho de 2014

5º Dia: Harry Potter, Pub

Estúdios Herry Potter

     Outro dia muito esperado. Nossa programação era visitar os estúdios onde os filmes Harry Potter foram gravados. Já havia comprados os ingressos antecipadamente pela internet, você escolhe o dia e a hora do passeio e é conduzido em um grupo por um tour em vários cenários e lugares. Os tickets são enviados pelo correio e chegaram em casa em menos de 1 semana !

     A ida era muito parecida com a ida ao Lego Land, com uma combinação de metrô, trem e ônibus próprio, mas tudo muito fácil de pegar e chegar. E também não demora muito. O ônibus nos deixa no estacionamento bem em frente à entrada dos estúdios (vide foto no início da página), e logo ao entrar, vemos várias decorações sobre os filmes e uma super loja de itens ao lado, contendo tudo sobre o universo Harry Potter, desde souvenir até replicas idênticas (e caríssimas) de itens utilizados nos filmes. 

     Entramos e procurei a fila para o tour, mas uma coisa muito interessante aconteceu. Junto com os tickets vieram outros 2 tickets de um pacote que comprei para o Gabriel, que dava direito a um Guia impresso e um Guia digital (para o tour). Em algum momento que eu fui pegar os tickets da entrada, esses outros dois extras caíram no chão e eu não vi. Quando percebi, fiquei procurando em todo lugar mas não encontrei mais, devia ter caído já ha algum tempo. Quando estava quase desistindo de procurar, fui até a recepção e perguntei, e para minha surpresa (ou não, já esperava tal coisa e um povo educado e honesto) eles estavam lá ! Alguém achou e, ao invés de ficar para ele, entregou na recepção.

     Bom, voltando ao tour, pegamos a fila e nos foram encaminhados a uma sala onde tivemos uma pequena introdução sobre o tour. De lá, abre-se uma porta e já entramos em um dos mais famosos cenários do filme: a sala comensal. É a sala onde se realizam os banquetes da escola de magia. Andamos por toda a sala, nos lados as mesas estavam prontas e em vários pontos vemos as vestimentas dos personagens do filme. 

    Depois, passamos para um outro lugar onde vários cenários são expostos, todos utilizados nos filmes, como os quartos da escola, a casa do Hagrid, o banco, a escada que vai para o escritório do Dumbledore, a casa dos Weasley e muitos outros cenários. Enquanto visitamos, temos também que procurar alguns lugares onde estão certos carimbos para carimbar em um guia que ganhamos e também procurar escondido pelo salão algumas daquelas bolinhas com asas dos jogos do Harry Potter. Nessa área, ficamos livres para ver tudo e andar a vontade. Existe também uma seção multimídia onde podemos fazer um filme-montagem nosso de diversas cenas do filme, voando na vassoura mágica ou também no carro que voa. Tudo pago, é claro (o DVD). 

      Saindo dessa área, chegamos em uma área aberta onde podemos fazer um lanche. Existe um quiosque vendendo lanches rápidos e também a famosa cerveja de manteiga. Claro que eu aproveitei e tomei, não é em qualquer lugar que temos essa oportunidade. Pena não ter lá o suco de abóbora como em Orlando, senão teria tomado um também !
       Na área do lanche/almoço, temos também vários cenários no pátio (que é aberto), como o carro que voa para tirar umas fotos, a ponte da escola onde acontecem várias cenas nos filmes, a casa de fazenda dos Weasley, o ônibus de 3 andares, etc... 



     Depois dessa área, entramos no beco diagonal, onde tudo foi filmado, passeamos por ele vendo as lojas , tudo igual ao filme. Depois entramos em alguns lugares mais específicos, com vitrines das vestimentas, máscaras, equipamentos robóticos utilizados nos monstros, etc... no final, uma grande surpresa para todos: um galpão com uma maquete gigante utilizada nas gravações dos filmes. A maquete é impressionante, é muito grande e você dá a volta nela toda, podendo observar muitos detalhes. 

Maquete gigante da Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts
      Depois de lá, saímos na super loja da entrada, onde ficamos um bom tempo por lá. Voltamos então para Londres, para continuar nosso passeio !



     Ainda sobrando um tempo, fomos passear pela cidade, paramos em Picadilly Circus e andamos pelas ruas. Já eram mais ou menos 16:30, e todos estávamos com fome. Paramos então no Café Concerto e pedimos um lanche, tipo um chá das 5. Queríamos provar os famosos scones, o bolinho/pãozinho tradicional servido na Inglaterra, e é realmente delicioso. De lá, emendamos o passeio na super loja do M&M's London, uma loja dedicada ao mundo M&M com 4 andares e muitas novidades. Ficamos um bom tempo por lá, não só escolhendo o que comprar mas também tirando muitas fotos nos cenários que eles montam pela loja.

     Depois fomos nos encontrar com a fotógrafa Carla Costelini para uma seção de fotos em família pela cidade. Tiramos fotos do Parlamento, Big Ben, London Eye, e vários outros lugares, e as fotos ficaram lindas. Veja algumas:








     Já eram 20:30, mas nosso dia não terminou por aí. Tomamos banho e saímos para jantar. A escolha foi um Pub que sempre estávamos de olho e ficava bem pertinho do hotel, o The Stanhope Arms. O ambiente do Pub era legal demais, bem inglês, tradicional. Com televisões também para passar jogos e muita animação lá. A comida estava deliciosa também, Gabriel pediu um sanduiche e eu e Cris um prato do menu. De sobremesa, eu pedi uma sobremesa tradicional inglesa, e me trouxeram uma torta de maçã com um molho. Muito delicioso. Voltamos para o hotel já perto de meia noite !