11 de novembro de 2016

Natal


     Já postei aqui e repito. praia em Janeiro é Nordeste, época que lá só faz sol, povo acolhedor, paisagens paradisíacas, passeios incríveis. Nossa escolha em 2008 foi Natal, no Rio Grande do Norte. Reservamos um quarto no Hotel Parque da Costeira (que adianto de ante-mão: detestamos) e partimos para mais umas deliciosas férias em família.

1º Dia - Chegada

     Chegamos por volta de 14:15 no hotel e fui logo no balcão para fazer o check-in. Só que ninguém me atendeu ! Fiquei esperando muito tempo e nada de nem sequer olharam para mim. Tive que "forçar" um atendimento já na reclamação para que viessem me atender, o que aconteceu, mas depois que pegaram o voucher, me pediram para esperar porque estavam disponibilizando o quarto. Só que a partir deste momento, fomos esquecidos novamente! Tive que reclamar várias vezes para nos atender e fazer nosso check-in, mas mesmo assim não adiantava. Do momento que chegamos até o momento que entramos no quarto se passaram mais ou menos 2 horas ! Fio aí que começou nossa insatisfação com o hotel. 

     Depois de devidamente acomodados, já saímos para conhecer a praia, pois o dia estava lindo e ainda tínhamos tempo para isso. Tomamos banho no mar e depois Gabriel ficou escorregando o resto da tarde toda no escorregador da piscina do hotel. Algo que eu achei estranho é não ter nenhum salva-vidas ou monitor pelo menos nesta parte, pois várias crianças desciam de qualquer jeito pelo escorregador, algumas subiam por ele em pé, alguns desciam e não davam o devido tempo para que o que foi anteriormente chegar no final, etc... Estava vendo um acidente grave acontecer e não ter ninguém ali para evitar, muito menos para socorrer. Eu ficava sempre atrás do Gabriel no escorregador para evitar que alguém descesse atrás dele antes da hora.
Hotel Parque da Costeira
Praia
Praia
Hotel Parque da Costeira
Escorregador
Escorregador

     À noite saímos e fomos jantar no restaurante Farofa D'Agua, muito conhecido e indicado por todos, e realmente, a comida estava deliciosa e o ambiente muito gostoso também. Chegando no hotel, estavam fazendo uma apresentação de capoeira no palco da área de recreação.
Farofa D'Agua
Farofa D'Agua
Farofa D'Agua
Farofa D'Agua
Capoeira no Hotel

2º Dia - Hotel, Mangai

Escorregador
     Este dia dedicamos a curtir as dependências do hotel. Gabriel passou praticamente o tempo todo escorregando no escorregador da piscina, além de irmos à praia um pouco também. Mas o que ele mais gostou mesmo foi do escorregador. É difícil ter o pique deste menino !


     Na hora do almoço, fomos para o centro da cidade almoçar no famoso restaurante Mangai. Este restaurante é um dos mais badalados do nordeste (e não é por menos), e na época não conhecíamos pois em Brasília ainda não existia. Não nos arrependemos, pois é fantástico, comida mais do que deliciosa, ambiente temático nordestino, tudo perfeito. Saímos de lá mais do que satisfeitos. 


Mangai
Mangai
Mangai
Mangai
Mangai

Lanche no Quarto
     Passamos à tarde no hotel, nas piscinas e praia. Gabriel procurou também jogar futebol com a meninada de lá. À noite, pedimos um lanche no quarto, uma cesta de pães com café e chocolate quente. O serviço do hotel mostrou lento, nosso pedido demorou muito para chegar!




3º Dia - Passeio de Buggy

Passeio de Buggy
     Resolvemos então fazer um passeio de buggy pela cidade e pelas dunas. Contratamos um buggy oficial (credenciado) e partimos logo no início da manhã. 
     Iniciamos o passeio passando pela famosa Ponte Newton Navarro e nosso guia nos explicou toda sua história, as controvérsias da construção, etc. Nossa próxima parada foi no Aquário Natal. 
Ponte Newton Navarro
Ponte Newton Navarro
     O Aquário Natal é um lugar muito legal de se visitar, principalmente para as crianças, que adoram o lugar. Possui uma grande quantidade de animais aquáticos, divididos em várias seções, onde podemos apreciá-los seguidos de um guia que nos explica curiosidades sobre várias espécies. Em um tanque temos a oportunidade de passar a mão em tubarões, mas muitos tem medo e não fazem. É claro que eu não fiquei de fora ! Ótimo lugar, não deixe de visitar quando for a Natal !

Aquário Natal
Aquário Natal
Aquário Natal

Passeio pelas dunas
     Continuamos nosso passeio e entramos nas dunas. Nosso guia nos levou a vários lugares lindos, paisagens maravilhosas, sempre explicando vários aspectos do local, curiosidades e história. 
     Curtindo então o clima de deserto, paramos em uma duna onde existiam alguns camelos. Lá, compramos uma volta e o pessoal nos coloca um lenço na cabeça para parecer com as vestimentas árabes (Ghtrah), subimos na "cadeirinha" do camelo e ele dá uma voltinha pela duna. É algo bem diferente do que estamos acostumados hoje em dia, então resolvemos experimentar, e foi bem legal.
Lindas Paisagens
Passeio de Camelo
Garoto Lindo !

     Depois do passeio de camelo, nosso guia nos levou para almoçar em um lugar bem peculiar. É um restaurante/lanchonete na beira de um lago natural, onde as mesas firam colocadas dentro da água e podemos nadar e se refrescar enquanto a comida não chega. Mas para chegar até lá, tivemos que atravessar o rio em um ponto e como a maré estava alta, o buggy teve que ser colocado em uma jangada própria para a travessia. Também algo bem diferente nesse passeio ! Como ainda eram umas 11:00 da manhã, apenas fizemos um lanche, deixando o almoço para mais tarde.

Travessia do Rio
Almoço no Lago
Almoço no Lago
     Depois da agradável parada, seguimos nosso caminho, pois o passeio ainda não havia terminado ! Estávamos ali nas Dunas de Genipabu, e nosso guia parou em um lugar onde foram gravadas várias novelas da Rede Globo. Lá, fez uma simples brincadeira com o Gabriel, pois como o lugar não possui perspectiva ou ponto de referência, um simples truque de fotografia abriu um sorriso nele, veja os resultados:
Gabriel super forte!
Mamãe pequenina
Papai miúdo
Soneca

     De lá, continuamos o passeio, mas ocorreu um problema, um dos pneus do buggy furou e ficamos no meio do caminho. Mas o guia já estava preparado e logo trocou a roda por um estepe. Enquanto isso, Gabriel exausto não aguentou e dormiu ali mesmo. 

     Nosso passeio continuou logo depois até outro ponto TOP: esquibunda !

     Paramos em outro ponto, lá, várias barraquinhas já esperam pelos buggies o dia inteiro. Para quem nunca ouviu falar, esquibunda é um escorregador na areia, você desce sentado em uma prancha do topo de uma duna enorme e controla a velocidade e a direção utilizando as mãos. 
     Acertamos o aluguel de uma prancha na barraca e eu desci algumas vezes com o Gabriel, tentamos (até que conseguimos, pois não é tão fácil quanto parece) chegar até a base sem cair, onde a descida é refrescada graças a um lago que se formou na base da duna.

     Outra atividade que você pode fazer ali é o aerobunda, uma tirolesa na qual você desce sentado em uma cadeirinha e termina também no lago. Nessa foram apenas Cris e Gabriel (que teve que ir acompanhado com o rapaz por causa da idade), pois eu preferi ir em um escorregador maluco que montaram no chão, forrando o caminho com plástico e molhando com mangueira. A gente utiliza uma "roupa" especial que parece um calçolão bem esquisito e isso faz a gente pegar uma grande velocidade. A descida foi radical e super legal !
Esquibunda
Aerobunda
Escorregador
    Fim do passeio, que durou em torno de 5 horas.



    Almoçamos então em um restaurante super legal, onde Gabriel aproveitou umas redes individuais para descansar (ou bagunçar), e à tarde pegamos um ônibus para o centro e passear no shopping. O hotel fica em uma avenida onde facilmente passava ônibus para o centro, então sempre que queríamos, pegávamos um, que não demorava muito para passar.

Descansando no restaurante
Almoço
Esperando Ônibus
Passeio no Shopping
Hummm... lanchinho...

     À noite, pedimos no hotel misto quente com chocolate e café no quarto. O hotel mais uma vez mostrou os péssimos serviços prestados, pois além de demorar demais para entregarem, quando chegaram, foram mistos já frios e murchos, daqueles que parece que foram feitos pela manhã e guardados na geladeira. Péssimo !


4º Dia - Fortaleza dos Reis Magos, Cajueiro, Praia dos Golfinhos

     Contratamos uma excursão neste dia para nos levar aos diversos pontos turísticos mais conhecidos de Natal.
     O Forte dos Reis Magos é uma edificação militar histórica, um dos principais pontos turísticos de Natal, e não poderíamos deixar de conhecer. O forte foi a primeira parada da excursão. 
     O Forte é realmente uma construção impressionante, localizada bem na beira da praia, perto da ponte Newton Navarro, entramos e pudemos conhecer tudo lá dentro, onde funciona um museu e uma guia nos explica a história do forte, como foi construído, o que aconteceu por lá e cada um dos lugares lá de dentro. Gabriel, para variar, arranjou um amigo para passar o tempo. Em todo lugar que ele vai, consegue amizades facilmente.

Fortaleza dos Três Magos
Fortaleza dos Três Magos
Fortaleza dos Três Magos
Fortaleza dos Três Magos
Fortaleza dos Três Magos
Fortaleza dos Três Magos


     Saindo do Forte, paramos em um ponto onde vendiam uma das comidas muito procuradas do local. Provamos e realmente era uma delícia ! De lá, fomos para a Marina Badauê, localizada na Praia de Pirangi. Ficaríamos por lá para conhecer o maior cajueiro do mundo, também para o almoço e uma praia, então tínhamos tempo de sobra. Fomos primeiro em um dos restaurantes à beira da praia, na marina, onde Cris se deliciou com um prato caprichado de camarões, legumes e arroz.
Vista do Restaurante
Prova de iguarias
Prova de iguarias
Prova de iguarias
Pratão da Cris

     Dali fomos conhecer o Cajueiro, considerado o maior do mundo. Ele é realmente impressionante, devido a uma mutação genética, a árvore cresce sem parar e já ocupava uma imensa área, difícil imaginar que tudo aquilo seja uma única arvore ! No local, uma guia nos explica várias curiosidades e detalhes deste impressionante cajueiro.

Cajueiro
Cajueiro
Cajueiro
     Com algum tempo sobrando, fomos curtir um pouco a praia da marina, que é muito tranquila, com ondas pequenas e uma larga faixa de areia, tão plana que uma pequena onda é capaz de deixar uma grande faixa dela toda molhada. Gabriel sempre gostou de montar castelos de areia e então ficamos montando vários, além de curtir um pouco as ondas do mar. Uma tarde deliciosa.
Praia de Pirangi
Praia de Pirangi
Praia de Pirangi

     Pegamos novamente o ônibus da excursão e voltamos para o hotel, depois de um dia delicioso de passeio.

     À noite, com muita fome devido ao dia intenso, com medo de pedir algo no hotel que viesse na mesma qualidade do que os pedidos anteriormente, resolvemos pedir uma pizza por telefone. Quando a pizza chegou, não deixaram que o entregador entrasse nem mesmo no estacionamento do hotel, eu tive que sair do meu quarto, atravessar todo o hotel, saguão e estacionamento (descoberto e grande) somente para receber a pizza. O pior é que no meio do caminho começou a chover forte e tive que correr para não me molhar muito.
     Uma falta de respeito com o próprio hóspede!
     Esse hotel vai ficar na minha lista como o: nunca mais volte lá !


5º Dia - Praia da Pipa e Baía dos Golfinhos

     Saímos cedo nesse dia, antes das 8:00 já estávamos no ônibus, pois o passeio ocuparia quase o dia todo. Partimos então para a Praia do Madeiro, ou também conhecida como Baía dos Golfinhos. O ônibus nos deixa em na beirada da pista, em uma entrada, onde descemos uma escada  de madeira íngreme no meio da mata, são 150 degraus deliciosos de descer, para sair em uma linda praia, localizada em uma imensa baía.
     A praia não possui uma grande extensão de areia, mas o suficiente para uma boa infraestrutura, com barracas e espaço para cada um montar seu gaurda-sol. O ponto de apoio de nossa excursão foi a barraca Parada do Jegue. Apesar de ser uma baía, as águas desta praia são um pouco nervosas e a areia bem inclinada, mas muito boas ainda para tomar banho sem se preocupar demais. Gabriel, que adora uma praia, aproveitou as ondas quase todo o tempo. 
     No meio da baía pudemos ver alguns golfinhos nadando, e quem se interessar pode pagar uma volta em um barco para chegar mais perto deles e até mergulhar no meio da baía.

Ponto de Apoio
Escadaria
Baía dos Golfinhos
Baía dos Golfinhos
     Neste local, ficamos por umas 2 horas e saímos para almoçar em um restaurante muito gostoso, já no roteiro da excursão.
Almoço
Almoço
     De lá partimos em direção a Tibau do Sul, onde fica localizada a Praia de Pipa, uma das mais famosas do Brasil. A praia é extensa e tem as águas muito calmas, bem tranquila. As ondas são pequenas e é ótimo para as crianças, você pode adentrar por uma boa distância sem muito perigo (mas sempre é bom tomar muito cuidado!).
Praia de Pipa
Praia de Pipa
Praia de Pipa
Praia de Pipa
   
     Nesta praia embarcamos também em um passeio para as falésias, local também chamado de Chapadão, onde foi gravada uma das aberturas mais famosas do Fantástico! Para ir para lá, pegamos um trenzinho puxado por um trator. Lá você tem uma visão da maravilhosa e linda Praia do Amor. O guia também faz uma encenação rústica da famosa abertura !

Trenzinho
Trenzinho
Chapadão
Chapadão
Chapadão
Amor de menino



6º Dia - Hotel

     Neste último dia, ficamos mais no hotel, Gabriel para variar ficou mais no escorregador. O passeio foi ótimo, espero poder voltar um dia para rever e conhecer mais dessa linda cidade (mas longe deste hotel, a não sei que melhore radicalmente seus serviços!). 

Piscina
Piscina
Escorregador
Escorregador