16 de dezembro de 2016

De Brasília a Arraial D'Ajuda de Carro




     Na minha opinião, esta viagem foi uma das melhores que fizemos. Não querendo comparar com outra, como Disney, ou Bariloche, mas esta teve uma forte união familiar, onde aproveitamos cada momento como família, como pai, mãe e filho. Foi tão bom que dá até vontade de chorar revendo as fotos maravilhosas e momentos incríveis que passamos. 


     Esta viagem ocorreu em Janeiro de 2010, resolvemos fazer algo diferente, não só pela restrição orçamentária,mas algo que nunca tínhamos feito com o Gabriel (já fomos de carro de Brasília a São Luís e também a Guarapari, mas antes do Gabriel nascer): fomos viajar de carro para Arraial D'Ajuda. 

      O hotel que escolhemos foi o Arraial D'Ajuda Eco Resort. Este hotel posso dizer foi um dos melhores que já ficamos, não só pelo serviço excelente, mas por um conjunto de fatores que nos proporcionou momentos maravilhosos nessa ponta da Bahia. Espero poder mostrar abaixo porque falo isso desse hotel que dou nota 10 para ele.


1º Dia - Saída de Carro

Partindo cedinho
      Partimos cedo, umas 06:00 da matina. Para mim, viajar de carro tem que sair bem cedo, antes do sol sair. Assim evitamos o trânsito da cidade e ainda podemos parar em algum lugar para tomar um café da manhã diferente.

     O tempo estava excelente, e a estrada estava boa. A viagem foi muito tranquila, sem problema nenhum encontrado. Programamos nossa viagem seguindo vários roteiros, e tínhamos várias opções de rotas para seguir, cada uma tinha sua vantagem ou desvantagem, e depois de muita pesquisa e levando em conta a estrada, tempo, facilidade e outros fatores, resolvemos pegar a BR-040 até Três Marias e dali subir para Pirapora e Montes Claros, e foi isso que fizemos. Um total de 1.409 Km. A volta já seria diferente, mas explicarei mais abaixo.

Percurso de Ida
Almoço na Estrada

      Por volta de 12:00, paramos em uma parada nova que parecia boa para almoçar. Havia muita vaga e pouco carro, tanto que consegui parar o meu em uma vaga coberta. E realmente, a parada, como era nova, ainda possuía pouco movimento, creio que os caminhões e ônibus ainda não haviam se adaptado, mas esta parada tinha sido construída para receber vários ônibus ao mesmo tempo, com o restaurante grande, esquema self-service, bom preço. Foi lá mesmo que almoçamos, e a comida estava muito boa.

     Seguimos nossa viagem tranquila até chegarmos em uma cidade chamada Pedra Azul, já no final de Minas Gerais, chegando na Bahia. Já eram mais ou menos 18:00 e resolvemos parar para dormir. Já tínhamos rodado mais ou menos 1.050Km, mais da metade da viagem. Achamos um hotel que parecia bem "ajeitadinho" chamado Hotel Villas e nos instalamos lá mesmo. O hotel era bem simples, mas com quartos limpos e em lugar calmo, tudo que precisávamos para passar a noite, que foi bem tranquila. Mas antes de dormir, passeamos pela cidade a pé para procurar um lugar para um lanche reforçado, estávamos com fome, e paramos em uma padaria/lanchonete. 
Hotel em Pedra Azul
Hotel em Pedra Azul
Lanche na cidade

2º Dia - Estrada e Chegada

Estrada de Terra
     Acordamos e tomamos o café da manhã no hotel, um café bem simples, nada comparado ao super caprichados dos hotéis que costumamos ir, parecia até casa da vovó, com uma mesa com pães, café, bolos frutas e biscoitos, mas tudo gostoso e bom o suficiente para continuarmos nossa viagem pela estrada. Partimos por volta das 7:00 da manhã, bem descansados e renovados, e precisaríamos, pois ficamos sabendo que a estrada até a próxima cidade não estava asfaltada. Encaramos mesmo assim, já saíbamos desse trecho, mas só não imaginávamos que fosse demorar tanto. O trecho era longo, a estrada de terra era de chão batido, então podíamos pegar uma velocidade boa, sem exagerar, mas em alguns pontos não tinha jeito, os buracos obrigavam a diminuir a marcha. Mesmo assim, a paisagem era linda, principalmente beirando o Rio Jequitinhonha e a experiência em família ótima.

Almoço
      Saindo da estrada de terra, não demorou para chegarmos na Bahia, onde "tudo é lindo"... chegamos no hotel Arraial D'Ajuda Eco Resort na hora do almoço. Fizemos o check-in, mas como tínhamos ainda que esperar o quarto ser arrumado, nos encaminharam ao restaurante onde poderíamos almoçar. Gabriel já foi encaminhado também para a mesa da turma do Clubinho, só com as crianças e monitores e os monitores, que o ajudaram até para fazer o prato.

     Fomos receber o quarto, mas Gabriel nem perdeu tempo ! Já ficou com a turma do clubinho para brincar nas atividades deles. A alegria estampada no rosto já dizia como seria nossa viagem.
Alegria !!!
Atividades do Clubinho
     Conseguindo tirar o Gabriel um pouco do Clubinho, fomos conhecer a praia do Hotel. Protegida por recifes, a praia quase não possui ondas, tornando perfeita para crianças, a faixa de areia é suficiente para as barracas, mas é um pouco inclinada, nada demais. O hotel possui toda estrutura para seus hóspedes, como ele está localizado em uma península, praticamente quem usa essa parte da praia são os hóspedes, e o paisagismo é lindo, com coqueiros, gramado, e até algumas "casinhas" com colchão para você relaxar, ler um livro e ver o lindo pôr-do-sol.
     Jantamos no hotel e nos preparamos para o dia seguinte.
Curtindo a Praia
Curtindo a Praia
Hotel 
Hotel
Hotel
RELAX


3º Dia - Arraial D'Ajuda Eco Parque 

     O Arraial D'Ajuda Eco Park é um imenso parque aquático localizado a 4km do hotel, e fazem parte da mesma rede, e hóspedes do hotel possuem cortesia ao parque. É super simples chegar lá, bastando sair do hotel e seguir em linha reta a única rua que chega ao hotel. 
    Chegamos lá antes mesmo do parque abrir, pois fomos com nosso carro, mas esperamos só um pouco. Ao abrir, a ansiedade do Gabriel era visível, queria ir logo na frente para aproveitar o máximo possível.
     O parque é realmente imenso e maravilhoso, tem espaço para todos e opções também para qualquer um. Entre as atrações, podemos destacar: tobo-águas de todo tipo, inclusive os mais radicais, tirolesa que termina na piscina, piscina de ondas, piscina para menores, tem uma praia com mesas e barracas de comida para você almoçar tranquilamente, espaço para as crianças menores dormirem (enquanto os mais aproveitam o parque), escorregadores com bóias, rio lento e muitos outros mais. 
     Vivemos momentos memoráveis lá, e Gabriel não perdia tempo em nada, queria aproveitar tudo !

Eco Parque
Eco Parque
Eco Parque
Eco Parque
Eco Parque
Eco Parque
Eco Parque
Eco Parque
Eco Parque

     Ficamos o dia inteiro lá, saímos no final da tarde, e é claro que quando chegamos Gabriel foi direto para a... piscina do hotel... não queria perder tempo para nada ! E ainda aproveitou também as atividades do clubinho no final do dia!
     Jantamos no próprio hotel, um jantar delicioso !
Jantar em Família
Jantar em Família
Jantar em Família


4º Dia - Passeio de Chalana

     Outro dia maravilhoso nesta linda parte da Bahia. Depois do delicioso e calórico (Cris normalmente pedia tapioca, e Gabriel pedia sempre waffles com muito chocolate e leite condensado!) café da manhã, pegamos a balsa do hotel para Porto Seguro, onde nos dirigimos a Santa Cruz Cabrália e embarcamos na Chalana Casa Blanca, onde iríamos repetir um passeio feito em uma viagem anterior a Porto Seguro que foi um dos mais divertidos e familiares que fizemos.
     ATENÇÃO: as fotos abaixo contém spoilers. Algumas partes desse passeio possui algumas surpresas agradáveis que fazem parte da programação e é aconselhável não saber ! Por isso serei bem suscinto no post para não estragar as surpresas.

     O passeio da chalana começa pela manhã, com a tripulação se apresentando, e ela partindo pelo Rio João de Tiba. O passeio é bem tranquilo, e a animação é total ! A tripulação super animada faz dancinhas com os passageiros, muita música baiana agita todo passeio.
     A primeira parada é na praia de Santo André, praia muito conhecida por causa do descobrimento.  todo passeio é acompanhado (além da música e dança, é claro) de muita informação sobre os locais onde a chalana passa. Ficamos lá por volta de 1 hora, e voltamos para a chalana, que continua o passeio pelo rio, passando por manguezais e locais muito interessantes.
    Na hora do almoço, a chalana nos deixa e um restaurante típico, com comida excelente, caprichada e até umas redes para descansar. Para chegar no restaurante, passamos por passarelas em cima dos manguezais, tendo como companhia vários caranguejos que se escondem quando passamos.
      Depois do almoço, continuando o passeio, paramos no meio do rio para um banho, podendo até, para os mais corajosos, pular do segundo andar da Chalana.
     O passeio termina já no final da tarde, com música mais tranquila, pois todo mundo já está super cansado (alguns já dormindo) e curtindo o pôr-do-sol maravilhoso desta terra, todos cansados mas com o espírito renovado.      
Chalana Casa Blanca
Tripulação animada
Animação total
Curtindo a paisagem
O monstro do Pântano
Junte-se ao monstro !
Praia
Nosso marinheiro
Que que é isso!?
Piroga do Cabral
Catando Caranguejo
Só doido mesmo....

     Chegando no hotel, é claro que Gabriel correi para o Clubinho. Nunca tinha visto ele gostar tanto de um clubinho dos hotéis, tinha dia que só ia para o quarto tarde da noite, quando o clubinho fechava e acabavam todas as atividades. Neste dia, por exemplo, depois do jantar (com o clubinho também), estava programado um karaokê, e Gabriel estava lá, brincando e cantando, foi para o quarto lá pelas 22:00 !!!
Clubinho
Karaokê

5º e 6º Dia - Hotel

     Esses dois dias passamos curtindo o resort. Na sexta-feixa (5º dia), fomos à praia, fomos na piscina, tomamos sorvete e fomos para o centro da cidade, que está repleto de excelente restaurantes e lojas,  procurar um lugar legal para almoçarmos. Encontramos um restaurante bem legal e comemos por lá mesmo. Gabriel continuou sua saga se divertindo com o clubinho no hotel, enquanto e e Cris pudemos descansar um pouco, e até ir para a academia do hotel, que tem uma vista linda para o mar !

Tomando Sorvete
Clubinho
Almoço

     No sábado, aproveitamos mais ainda as dependências do hotel, jogamos sinuca e Gabriel ficou praticamente o dia inteiro no clubinho. Eu e Cris aproveitamos o tempo a sós e fizemos um piquenique em uma esteira coberta por lenços na grama à beira da piscina, com suco e sanduíche. Momento maravilhoso....
     Participamos também de algumas das atividades do Gabriel no clubinho, que fizeram uma cabeça de balão com jornal. Gabriel lanchou e brincou o dia inteiro lá e só voltou para o quarto perto das 22:00 novamente !!!
Piquenique a dois
Piquenique a dois
Atividades do Clubinho
Atividades do Clubinho
Atividades do Clubinho
Lanche do Clubinho
Atividades do Clubinho
Atividades do Clubinho
Atividades do Clubinho

7º Dia - Praia, Cidade, Hotel

     Começamos nosso dia indo à praia da cidade, curtir algo diferente à praia do hotel que já conhecíamos. Sentamos em uma barraca da praia, pedimos petiscos e entramos na água. 
Praia
Praia
Praia

     De lá fomos para o centro da cidade e visitamos o Santuário Nossa Senhora D'Ajud, uma pequena igreja bem simpática no alto de uma área elevada da cidade, com uma vista maravilhosa de um mar de coqueiros e o mar ao fundo. Visitamos também as inúmeras lojinhas ali perto para comprar lembrancinhas para a família, pois ali existem muitas. O dia estava quente e o céu claro. Gabriel adorou um chapéu de regueiro e acabamos levando um para ele. 
Santuário
Santuário
Linda Vista
Gabriel Regueiro

      Voltando para o hotel, fomos curtir mais piscina, descanso, clubinho e tudo mais que o hotel oferece, que não é pouco. Mais um dia super agradável na Bahia .... 

8º Dia - Hotel, Pizza

     Um dia lindo e calmo, era nosso último dia em Arraial D'Ajuda. Voltaríamos para Brasília no dia seguinte e Gabriel queria aproveitar logo o clubinho. Tomamos o café da manhã super calórico no hotel e Gabriel já saiu correndo para o clubinho.
Café da Manhã
Café da Manhã
Gabriel no Clubinho

Pizza do Rapha
     No almoço, voltamos para a cidade e fomos almoçar em uma pizzaria super conhecida, a Pizzaria do Rapha, bem no centro da avenida. Um lugar bem gostoso, assim como a pizza, deliciosa.
     No final do dia Gabriel se despediu do maravilhoso clubinho que ele amou participar. Este clubinho foi o que ele mais gostou de todos o que já tinha participado ! 

Despedida do Clubinho

9º Dia - Volta pra Casa

     Partimos cedo para viagem de volta. Resolvemos fazer um caminho diferente para a volta, vindo pela grande parte pela Bahia, passando por Bom Jesus da Lapa, Santa Maria da Vitória e Correntina. Fizemos isso para ver se fugimos da pista de terra e acabamos caindo numa pior ainda. Não posso dizer se foi o melhor, mas que foi péssimo isso foi !


Roteiro de volta
Balsa
     Em geral a viagem foi boa, a estrada comum a todo Brasil não estava perfeita mas aceitável. "De  cara" a viagem já começou diferente porque pegamos a balsa para travessia do Rio Jequitinhonha,. Para o Gabriel foi novidade ! Paramos então no Shopping Conquista Sul, em Vitória da Conquista, para almoçar, onde renovamos nossas energias para continuar nossa viagem.


Almoço no Shopping
     Depois de um dia de viagem, paramos em Santa Maria da Vitória para dormir e escolhemos um hotel simples, na beira da estrada, mas bem ajeitado e confortável. Foi a melhor escolha termos parado ali para passar a noite, pois assim que saímos pela manhã, pegamos uma estrada que praticamente não existia mais, era toda de terra e imensos buracos. Não conseguia sair dos 40Km/h sem cair em uma cratera ! Rodamos 20Km em mais ou menos 2 horas, foi terrível. Em algumas partes tinha que fazer zigue-zague na estrada, bem devagarzinho. Isso nos atrasou muito, mas chegando no estado de Goiás, a viagem transcorreu normalmente, e chegamos a salvo em casa, graças a Deus, que nos protegeu durante toda ela.
Balsa
Na Estrada
Hotel
Estrada?