13 de janeiro de 2014

7º Dia - Jurerê Internacional

      O dia amanheceu ensolarado, céu limpinho. Muito calor. Todos acordamos tarde, cansados e quebrados do dia anterio


r. Gabriel não queria ir para a praia, e hoje era justamente o dia de descanso na praia, perder tempo mesmo por lá. Fomos para Jurerê Internacional, o bairro mais nobre de Florianópolis. 

      Jurerê Internacional é um bairro onde reina casarões, cada um mais lindo que o outro, as ruas muito limpas e todo o bairro bem cuidado. Achamos um lugar para estacionar e fomos à praia. De início já sentimos a diferença dessa para as outras: infraestrutura. Várias "barracas" restaurantes à beira da praia, todas de uma estrutura considerável, e chuveiros (pagos) para os banhistas. O preço do aluguel da cadeira e guarda-sol também é diferenciado: R$ 10,00 cada (contra R$ 7,00 na Brava e R$ 5,00 em algumas outras praias).
      A praia estava lotada. Era de se esperar de um dia desses, com muito sol e calor. Conseguimos nos instalar em um lugar. Chamei Gabriel (que não estava a fim de praia) para jogar frescobol e ele aceitou. Passamos filtro e fomos para a beira da água. Jogamos um pouco, e sentimos a água quentinha, uma delícia. Logo logo ele quis entrar na água, e largamos o jogo. A praia quase não tinha ondas, muito tranquila, ótima para levar crianças. 

      Como disse acima, a praia estava lotada. Um parapente motorizado sobrevoava toda sua extensão fazendo propaganda de uma festa e jogava brindes em mini-paraquedas para a garotada na areia. Várias barraquinhas de bebidas ficavam paradas pela areia, a procura era grande !

       Saímos cedo da praia, Gabriel e Cris não quiseram ficar mais. Fomos pegar um DVD do passeio do Barco e nos dirigimos ao centrinho dos Ingleses para almoçar e pegar as roupas na lavanderia. Infelizmente, com isso, deixamos de conhecer o Open Shopping e também a outra fortaleza localizada no final da praia de Jurerê Internacional.

      Almoçamos no restaurante Docas, no Centrinho dos Ingleses. É um ótimo restaurante, com comida a quilo e um buffet bem variado. Tem também um estacionamento privativo ao redor dele, para quem conseguir uma vaga (felizmente conseguimos!). A comida é excelente, muita variedade, um bom preço, ambiente climatizado (importante, pois fazia um calorão!).

       Fomos então para casa para tomar um banho e tirar a areia. Tínhamos toda a tarde ainda para aproveitar, uma ótima pedida para conhecer o que não conhecemos, certo ? Isso se Cris e Gabriel não estivessem com a síndrome de abstinência de shopping. Isso mesmo, queriam é ir para shopping, acreditam ? Saímos e fomos conhecer o Floripa Shopping. Andamos por lá, mas dentre as várias opções de cafés nenhuma agradou a Cris. Gabriel parou em um a loja de games e comprou uma caneca do Pokémon, saindo com um sorriso que ia até as orelhas. Saímos do Shopping e fomos então para.... Iguatemi Shopping. Lá Cris se satisfez com os doces dela e passeamos bastante.

      Voltando para casa, fizemos uma faxina no apartamento para entregá-lo no dia seguinte. Deu trabalho, mas valeu a pena !