13 de junho de 2014

1º Dia: Chegando em Paris

      Foi uma noite difícil, dormir naquela poltrona do avião é muito ruim, acordava toda hora. Já cedo, no horário de Paris serviram o café da manhã, também super caprichado. Quando a aeromoça estava nos servindo, ela começou a conversar conosco, perguntando se estudávamos francês, quanto tempo, etc.. muito simpática. Nos deu uma ótima impressão dos franceses.


      O avião chegou antes mesmo do esperado (11:30), às 10:50, o tempo muito claro e temperatura agradável. Saímos logo do avião, com medo de a fila na alfândega estar ou ficar grande, mas para minha surpresa não tinha quase ninguém na fila. O agente da imigração pegou o nosso passaporte, não perguntou nada, não olhou nada, simplsmente o abriu, carimbou e nos liberou. Fácil assim. Fiquei impressionado !
      Saindo do aeroporto, fui procurar o transfer que contratei antecipado: o Yellow Van Shuttle, mas
ele não estava por lá. Procurei por grande parte do aeroporto, mas não encontrei. Depois de um bom tempo, consegui ligar do aeroporto para a empresa que nos pediu para aguardar em uma saída, mas tivemos que esperar mais de 40 minutos até que a Van chegasse. 
      Finalmente conseguimos chegar no hotel. Praticamente deixamos tudo no quarto e saímos para comer alguma coisa e resolver o necessário de nossa viagem. Inicialmente fomos para o ponto do Big Bus para trocar o ticket, mas não pudemos pois somente depois das 16:00 eu pegaria os tickets do dia seguinte. Partimos então de metrô para a Place de la République, para pegar meu kit da corrida. Chegando lá, metade da praça (que é imensa) estava ocupada por quiosques da corrida. Peguei meu kit (não deu para ficar muito nos quiosques) e fomos almoçar em um restaurante ali na praça chamado Café République. Fomos muito bem atendidos e a comida estava deliciosa, muito caprichada, valeu os suados Euros gastos lá!
      Saindo de lá, passei na loja da Orange para comprar um chip de celular com internet para me ajudar na locomoção, pois instalei no meu celular vários apps que calculam a melhor rota entre metrô e ônibus para se locomover por Paris, além de poder acessar diversas informações durante nossa visita. Paguei por volta de 30 Euros por um chip com internet e voz que durou a viagem toda.
      Voltamos para o hotel já tarde, pois o tempo passa rápido aqui e não percebemos, porque o sol se põe por volta das 10:00 da noite! Nos arrumamos correndo (bom, nem todos) e saímos correndo novamente para o Teatro Mogador. Acabou que, para chegar logo e não perder o espetáculo, fomos andando mesmo.
      Chegamos lá quase na hora de começar o espetáculo: La Bele e la Bête (A Bela e a Fera), um musical muito lindo e bem produzinho que fez muita gente chorar lá. o Espetáculo terminou mais ou menos 11:30, e quando saímos levamos um susto, pois o céu ainda estava azulado, sinal de que ainda não tinha anoitecido totalmente. Voltamos andando para o hotel mesmo, apreciando a cidade, que tinha ainda muitas pessoas na rua e vários bistrôs abertos. E como era caminho, aproveitamos para tirar algumas fotos do Òpera à noite. 
 
     Depois dessa correria toda, só nos faltou dormir logo para nos acostumar com o horário local !!