15 de março de 2015

Meia Maratona de Nova Iorque

     Sou péssimo em escrever, e não sou muito bom quando o assunto são os sentimentos, então como posso descrever as tantas emoções que passei neste dia ? Vamos tentar !


      Acordei cedo, apesar do hotel ser bem perto do Central Park (5 minutos de caminhada, no máximo), pois não queria me atrasar, afinal, não sabia como funcionavam as corridas por lá. Fazia muito frio, em torno de 3ºC, e minha roupa me protegeu bem: Calça térmica de compressão Lupo (fios Emana), camisa Night Run (manga comprida), luvas (da Snowland) e a camiseta oficial do evento.

      Me dirigi para a entrada do Central Park, onde seria a largada, e logo localizei a concentração. Os corredores eram classificados em 3 "waves", de acordo com o tempo, para organizar a largada, visto que eram mais de 25.000 inscritos, e o Central Park fica pequeno para uma quantidade assim na mesma pista. 

      Algo que me impressionou foi que o Central Park foi fechado totalmente para a corrida (deixavam alguns não participantes entrarem, mas não sei qual o critério), e nas entradas instalaram detectores de metal. Para entrar no parque tinha que passar pelos detectores e qualquer bolsa ou quando o detector acusava algo, era revistada por policiais mais à frente.



      Depois que entrei, notei o branco do Central Park ainda cheio de neve durante outra caminhada de uns 5 minutos até o local que seria dada a largada, procurando o meu "lugar", que estava separado de acordo com o número de peito dos participantes. Outra coisa que me tirou a atenção foram caçambas  plásticas instaladas no início de cada seção da largada onde os corredores poderiam fazer doações de roupas, e elas estavam cheias !

      Tudo estava muito bem sinalizado, e os "staff" ajudavam qualquer um com dificuldade com muita disposição, inclusive vários desejavam boa corrida para todos os corredores e para cada um que passava por perto. Logo na largada, muitos jogavam os casacos que estavam usando nos contêiners, e muitos outros casacos ficaram dependurados na cerca onde o pessoal esperava pacientemente a largada, tantos que apenas parte da cerca era visível. Durante todo o percurso da corrida, inclusive até os 17km, vi casacos jogados na grama (ou neve), luvas, gorros, protetores de ouvido, e eram muitos ! Todos iriam ser recolhidos para doações.

       A corrida começou no meio do Central Park, subindo por sua parte leste e descendo pela parte oeste. A entrada na 7ª Avenida e na Times Square são marcantes, saindo do Central Park, você é praticamente engolido pela cidade, uma paisagem totalmente do início da corrida, e as luzes da Times Square são fascinantes. Correr ali foi mágico. Com o tempo frio, o rendimento foi ótimo, quase não senti cansaço durante toda a corrida, mas o que mais me emocionou foi a adesão do público à corrida. Durante toda sua extensão, pessoas se aglomeravam nas calçadas, que ficavam tão cheias que em alguns lugares não se via um espaço para alguém ocupar. Muitas pessoas seguravam cartazes de incentivo para seus familiares, muitos distribuídos pela organização, a maioria feitos pelos próprios familiares. Alguns até engraçados, como:
  • Run Faster, I've farted
  • Run now, wine later
  • Run now, beer later
      Praticamente todos os "staff" incentivavam todos que passavam, não só com palavras encorajadoras, alguns pediam "hi five" também. Até voltando para o hotel algumas pessoas desconhecidas me parabenizam por ter participado. É uma energia positiva constante que nunca senti em corrida nenhuma.
     
      Já sobre a estrutura montada, tenho que dizer que tudo estava perfeito. Desde o processo de inscrição, que é por sorteio, até o final da corrida. Para pegar o kit, um pavilhão imenso, muitas pessoas atendendo todos, dezenas de "barracas" de venda de material para corrida, como eletrônicos, suplementos alimentares, roupas e serviços. No dia da corrida, toda a rua estava cercada por grades de ferro e somente os corredores podiam passar. A corrida era transmitida em um canal de TV e de rádio, e durante todo o percurso vi 2 telões com câmera filmando os corredores. Na chegada, capas metalizadas eram entregues para todos os participantes para se aquecerem, o kit de chegada também estava muito bom, nada muito diferente dos que entregam no Brasil, contendo uma garrafa de água (600ml), um Gatorade (600ml), maçã. Montaram também uma "Área de Recuperação" onde os atletas passavam por uns exercícios direcionados para se reporem do cansaço e do desgaste da corrida.

Esta foi de longe a melhor corrida que participei !