18 de junho de 2014

6º Dia: Opéra, Lafayette, Saint-German, Montparnasse

    Com os trens ainda em greve, não podíamos ainda ir visitar Versailles nem Giverny. Fomo então "bater perna" pelos locais ainda, pois Paris tem muito o que se conhecer. O hotel que escolhemos foi de ótima localização, então começamos nosso tour subindo a rua a pé até o Opéra Garnier, onde fizemos um tour pelas suas instalações. Lindo lugar, me perdi lá dentro tentando tirar fotos enquando a turma continuava o tour, fiquei uns 5 minutos por lá sem sabe onde ir (e aproveitando para tirar mais fotos ! rs). Depois de finalmente reencontrar a minha turma, continuei o tour como se nada tivesse acontecido. Acho que nem notaram minha ausência ! Ainda bem !
     Saindo do Opéra, fomos para as Galerias Lafayette, um prédio inteiro muito conhecido por suas diversas lojas, várias delas (para não dizer quase todas) muito caras. Tudo lá é muito bonito, praticamente um shopping com arquitetura de teatro, onde as lojas não possuem divisórias, parece tudo uma coisa só. Muito interessante, mas passamos somente para olhar e conhecer mesmo, os preços não estavam colaborando, ainda mais com o Euro nas alturas. Saindo de lá, a Cris passou na loja na nespresso, bem pertinho, onde pôde comprar umas delícias de acompanhamentos que só são vendidas lá em Paris, ainda não chegou no Brasil (tablets de chocolate e alguns biscoitinhos para acompanhar o café), além de algumas cápsulas que eram lançamento somente lá.

     De lá, nos encaminhamos para uma loja de produtos fotográficos onde eu previamente tinha já pesquisado, vendia um tripé que estava de olho. Foi um parada rápida, já sabia o que comprar, então fomos lá. Por ser perto da Place de la République, resolvemos almoçar no mesmo restaurante que comemos no dia de nossa chegada, o Café République. O almoço lá, caprichado como
sempre, estava muito gostoso, e desta vez já sabíamos os tamanhos dos pratos (enormes!), então não fomos pegos desprevenidos. Uma observação especial que gostaria de registrar é o respeito e o companheirismo que os parisienses tem pelos cachorros. Vimos em muitos restaurantes pessoas com seus Pets sempre os acompanhando, sentados do lado sem serem incomodados, e o restaurante (por exemplo o The République), ofereciam até um pote de água para eles. Um exemplo de cidadania e respeito à vida !

     Depois do almoço, fomos em direção a Saint-Germain-des-Prés, lá passeamos por toda a rua, visitando lojas em direção a Montparnasse, o arranha-céu que tanto já deu o que falar em Paris, pois foi construído totalmente fora da arquitetura de toda cidade. Uma coisa interessante sobre essa construção é que foi construída em cima da antiga estação de trem de Montparnasse, onde ocorreu há anos atrás o famoso acidente com a locomotiva que não conseguiu frear, caindo do segundo andar da estação. Esse acidente é reproduzido nas atrações Mundo a Vapor aqui no Brasil, em Gramado e antigamente até em Caldas Novas. Aproveitei também para comprar um chapéu para mim e Gabriel também levou o dele, a loja foi a Tie Rack ! Esse menino ficou muito estiloso ! Cris também foi procurar alguns produtos de beleza dela em lojas indicadas por amigas.

      Em Montparnasse, comprei um ingresso para subir até o topo. Lá, o terraço é dividido em 2 andares, o mais baixo possui um restaurante e uma lanchonete, loja de souvenir e pontos multimídia com informações sobre a cidade de acordo com um panorama exibido. Subindo mais um andar (de escada), você chega à parte aberta, que é protegida por um muro de vidro onde você tem a visão de toda Paris, linda e majestosa. Neste andar não tem nada, somente o espaço para se observar a cidade, e no centro uma área mais macia onde as pessoas deitavam no chão para descansar, e é claro que fizemos isso também ! O dia estava lindo, calor e limpo, Paris estava ali toda linda também, uma visão espetacular.



Paris de Montparnasse

     Saindo de Montparnasse, Cris e Gabriel, morrendo de fome (de doce) resolveram parar em um lugar típico francês para comer alguma coisa: Starbucks (acho que Starbucks para eles é típico de qualquer lugar!). Voltamos depois para o Hotel para descansar ! Estávamos exaustos de tanto andar !!! Neste dia andamos muito, mas muito mesmo !