28 de agosto de 2011

13º Dia: NASA, Cabo Canaveral

    Este era um dos passeios mais esperados por mim. Desde que Cris deu a idéia de irmos visitar a NASA eu coloquei logo na agenda ! Como gosto de tecnologia e Ficção Científica, esse passeio era um prato cheio para mim ! 

      Acordamos cedo para fazer a viagem, mas antes nada melhor que um tradicional café da manhã americano: Waffles ! Saímos e seguimos um aviso de seta que um rapaz todo dia ficava balançando na breakfast completo. Chegando lá, a gente pagava a entrada e comia à vontade, e o local realmente cumpria o que prometia, tinha uma mesa cheia de comida, tinha de tudo, menos Waffles ! Pedi para cancelar a compra e saímos de lá sem comer nada. Fomos direto então para o Waffles House, uma lanchonete que só vendia Waffles, e lá a Cris matou sua vontade de comer Waffles !
beira da pista e que informava sobre um

     O Centro Espacial John F. Kennedy fica localizado a 1h de Orlando pela rodovia. Da mesma forma que para Busch Gardens, só que na direção contrária. Ir para lá de carro é muito tranquilo também, pela interestadual bastou eu colocar na velocidade e ativar o Cruise Control que o carro fez todo o resto, bastou eu apenas controlar o volante. 

     Chegando lá, comprei os ingressos na hora. O centro é composto de vários locais de visitação. Na hora que você compra o ingresso você já pode comprar os passeios para outras áreas na hora. Eu comprei um passeio que nos leva perto da estação de lançamento atual de foguetes e do galpão da Saturno V.
     Caso você não queira fazer nenhum passeio, pode ficar no centro e participar de diversas atividades. Tem museus, teatro, simuladores e até um almoço com um astronauta de verdade !

      Como eu comprei um passeio até a plataforma, entramos e esperamos o horário do ônibus sair, que não iria demorar muito. Enquanto esperamos, ficamos reconhecendo o complexo.
     O passeio é impressionante. Pegamos o ônibus e a primeira parada foi o prédio principal tão conhecido por todos. Não pudemos entrar, mas chegamos bem perto dele. É neste prédio que as naves espaciais são montadas, e saem pela porta lateral já prontas na posição de lançamento e são levadas por um trator até a plataforma. O prédio é imenso !
     
     Depois somos levados para onde as pessoas ficam para ver o lançamento de um foguete quando há algum. É uma posição relativamente perto (e seguro) da plataforma de lançamento atualmente ativa do complexo, a mesma que vemos pela televisão.











    De lá o ônibus nos leva a um galpão onde esperamos um grande elevador levar boa parte das pessoas. Quando a porta se abre, eu me arrepiei todo. A visão é estonteante, você está de frente a um foguete real, o Saturno V, olhando o motor dele. O tamanho dele é algo que só você olhando "ao vivo" é capaz de sentir e perceber como é grande, eu tive que praticamente me deitar no chão para tirar uma foto pegando tudo porque não cabia na máquina. 
     Dentro desse galpão temos a Saturno V deitada e separada pelos seus estágios, podendo ver cada parte separadamente com seus motores, até a cápsula onde ficam os astronautas. Temos também no galpão uma lanchonete onde almoçamos e um museu com todas as peças possíveis sobre exploração espacial. Dentre essas peças, encontramos as várias roupas espaciais já construídas, os veículos usados em missões lunares, o módulo utilizado para pouso na lua, uma cápsula que já foi usada para levar astronautas ao espaço e até uma pedra trazida da lua estava lá para que pudéssemos passar a mão (bom, disseram que era).  Um museu fantástico.
     Almoçamos ali mesmo na lanchonete, ao lado da Saturno V até o ônibus nos levar de volta para o complexo. 






    Voltando para o complexo, fomos atrás das outras atividades para fazer. Fomos então visitar uma nave do tipo Columbia que estava  em exposição e pudemos entrar nela para ver como ela era por dentro. São 3 andares e ainda um compartimento de carga, e o que impressionou foi que a área reservada para os astronautas é mínima, eu tinha idéia que eles tinham mais espaço do que realmente tem. 










       Dali, fomos participar de um pequeno teatro com tema Star Trek (tudo a ver comigo). No teatro, um vulcano explica às pessoas sobre algumas curiosidades espaciais e até chama crianças para participar em cima do palco. Um teatrinho muito light e muito legal.

     Neste Centro Espacial é onde está localizada a sede do fã clube StarTrek, e lá também tem um super museu do seriado que fez tanto sucesso durante anos, até hoje. O museu realmente é incrível ! Muitas peças, roupas, material utilizado no seriado, até uma nave espacial de um dos episódios estava por lá. Aproveitei para entrar na sala de engenharia da Enterprise Nova Geração e também sentar na cadeira de comando de uma Ave de Rapina Klingon ! Uma vulcana estava por lá e claro que pedi uma foto com ela. Pena ela não ter sorrido para a foto (porque será ?)










     Estávamos já saindo do museu quando veio ao nosso encontro um astronauta, com sua roupa de missões exteriores !!! Corremos para dentro e Gabriel adorou tirar fotos com o astronauta !

     Saindo dali, fomos conferir também uma exposição interessante que nos informa sobre os robôs (Robot Scouts) utilizados nas missões espaciais. O interessante desse local é que você vai entrando em várias salas, e o ambiente reconhece que você está lá e vai te explicando sobre os assuntos daquela sala. 



  Fomos também um um simulador de lançamento de foguetes. É o único simulador que estava funcionando quando visitamos. Vi um pequeno simulador da nave de transporte da Enterprise no pátio principal mas estava desligado, infelizmente. 

 Fomos então a um lugar que chamam de jardim dos foguetes. São inúmeros foguetes verdadeiros em exposição ao ar livre. Também são expostos motores desses foguetes e várias explicações de quando foram usados ou não. Algumas cápsulas brinquedo também estão no parque para as crianças entrarem e terem noção do que um astronauta passa quando vão para o espaço !


Ali pertinho temos também um museu onde estão expostos vários equipamentos sobre a história da expliração espacial, até uma réplica do Sputinik tinha. No meio de tudo, o robô da família Robinsons, do antigo seriado Perdidos no Espaço, que vi muito quando era criança.



      Tendo feito de tudo por lá, e não restando nada mais, voltamos para Orlando, e ainda deu tempo de passear no Outlet perto do Hotel ! Haja energia para tanto !