30 de junho de 2016

Mundo Mágico Florybal



     Em nossa última viagem a Gramado no natal de 2014, notamos que surgiram muitas novas atrações desde nossa última ida. O caminho para Canela está cheio delas, e este parque foi um que nos interessou, ficamos pensando como seria esse parque que parecia ser bem grande e que podíamos ver algumas esculturas de longe. Resolvemos então parar um dia lá para conferir.

      Este é um parque meio controverso para se explicar, mas tentarei da melhor forma passar minhas impressões. Para começar, é um parque para crianças menores. Nada que proíba adultos de ir, mas na minha opinião crianças pequenas aproveitam melhor. Isso porque ele é basicamente composto de diversos cenários, e as crianças adoram entrar e brincar nesses cenários. Para a maioria dos adultos, isso se não for com seus filhos, acaba se tornando sem graça.

     O preço não é proibitivo, o preço normal é R$ 60,00 por adulto, crianças até 12 anos, idosos e estudantes pagam meia entrada.

Túnel de Entrada
     O parque tem estacionamento próprio, bem ao lado da estrada. A entrada do parque é muito interessante, você entra em um túnel parecendo uma caverna, descendo cada vez mais, escuro e com iluminação direcionada. Logo depois você encontra as cabines de compra de ingressos. e depois de entrar pelas catracas, é recebido em uma área com uma mini-fábrica de chocolate, onde oferecem degustação do chocolate Florybal. Alguns cenários de natal também enfeitavam o local, mas não sei se ficam lá em outra época do ano.

Mini Fábrica
Entrada
Enfeites de Natal
Degustação

   








Simulador com okulos
     Já saindo do túnel, entramos no parque. Este um caminho a ser seguido que dá a volta por todo o parque, você escolhe qual sentido você quer ir, escolhemos o sentido anti-horário. Logo em frente, passamos por uma grande construção, uma lanchonete e outras facilidades, e lá dentro encontrei um brinquedo simples, mas que Gabriel adorou por causa da novidade. Era um simulador de montanha russa utilizando o okulos, um óculos de realidade virtual novidade no mercado, que ainda estão lançando. Fomos no brinquedo, é claro....

Lagoa das Deusas
    Saímos de lá e entramos na trilha do parque. E é aí que começa a parque que eu achei estranha dele. Você vai andando pela trilha e vai passando por vários cenários, com estátuas, esculturas diversas. Algumas são legais, como um gigante que você pode subir na mão dele por uma passarela lateral. O problema que eu acho de todo o parque é que me pareceu que nada tinha sentido ou conexão. Por exemplo, você começa a ver esculturas de bichos da floresta, gorilas, onças, etc... no meio de tudo tem um gigante desconhecido. De repente, o próximo cenário que aparece para você é um cenário religioso, são vários, aí tudo muda para cenários de homens de pedra, com uma mina. Depois vem cenários da mitologia grega, como pégasus, e você entra então no espaço dos Dinossauros. Lá no final do parque vem um lago com estátuas que acho ter ligação com a índia. Enfim, parece que fizeram uma salada e colocaram tudo por lá, tudo bem que está tudo separadinho, mas mesmo assim ficou uma sensação de nada ter ligação com nada. Foi isso que não gostei do parque.

Veja algumas fotos dos cenários:

Floresta Mágica
Espaço da Fé
Floresta Mágica
Floresta Mágica
Espaço da Fé
Espaço da Fé
Homens de Pedra
Mitologia Grega
Floresta Mágica
Floresta Mágica
Aldeia dos Índios
Subindo no Gigante Semeador


Território dos Dinossauros 


Território dos Dinossauros
     Essa para mim foi a melhor parte. É uma área dedicada somente aos dinossauros, e posso dizer que ficou 100% melhor do que o Vale dos Dinossauros que visitamos anteriormente. Nesta área, temos várias atrações e cenários. Todos voltados à pré-história. Você pode "entrar" em diversos cenários para tirar fotos, e cuidado para não levar susto, pois alguns tem sons !

     Neste lugar encontramos as atrações que mais agradam as crianças, mas todas elas são pagas separadamente. Os mais disputados são:

  • Vôo do Pterodáctilo: você desce em um banco preso embaixo de um pterodáctilo por uns 100 metros. Esta atração atriz muitas crianças e a fila é muito demorada. Cris e Gabriel foram e eu fiquei para tirar fotos. 
  • Cinema 7D: Não fomos neste cinema, mas promete ser muito legal. 
  • Dino Móvel: esse foi uma surpresa para mim, é muito engraçado, eu estava esperando Cris e Gabriel enquanto estavam na fila do Pterodáctilo quando ele passou na minha frente. Me espantei, pois é uma coisa engraçada de se ver se não estivermos esperando por ele. É um carro todo estilizado de dinossauro, com grandes dentes e boca na frente. Não nos animamos de ir, achamos que não valia a pena pagar para andar como passageiro de um carro desses, mas que ele é engraçado ah, isso é...
  • Lanchonete Dino: É uma lanchonete toda temática dos dinossauros. Tudo muito bem arrumado lá dentro, e parecia que os lanches eram bons, mas não estávamos com fome e resolvemos não comer lá. Se estivéssemos com certeza seria nossa escolha.
Vôo do Pterodáctilo

Dino Móvel
Dino Móvel

Vôo do Pterodáctilo
Ops...
Lanchonete do Dino