2 de julho de 2016

Dia 1 - Chegada em Mussulo


Mussulo

No Aeroporto
     Acordamos cedo, às 6:30, um frio lascado, pois o avião saía às 09:35 e ainda precisávamos fazer o Check-In, pois com neném não dá para fazer check-in pela Internet. Meu cunhado Ênio Lima sempre prestativo nos deu uma carona para o aeroporto. 

     Chegamos no aeroporto a tempo de fazer o check-in, mas já estava perto do embarque, e fomos direto para o portão. Cris estava com fome e entrou na fila da Casa do Pão de Queijo para comprar pequeno um lanche, que custou mais ou menos uns R$ 40,00. Este demorou para sair e anunciaram o embarque para nosso vôo. Cris e Gabriel tiveram que lanchar correndo !!!

     No avião, me deram a possibilidade de ficar com o carrinho na cabine ou deixar que eles levem para o porão. Como me informaram que o carrinho cabia no compartimento superior, resolvi levá-lo comigo para "ver como ia ser". Foi até tranquilo, tive que destacar as rodas da frente, mas coube. O avião estava vazio e tinha espaço suficiente. A Bia estava bem irritada porque ela tinha dormido pouco por causa do resfriado, pois não conseguia mamar nem dormir por causa do nariz entupido. Somente depois que foram liberados os cintos, eu levantei e andei com ela pelo corredor até que ela dormiu, quase o vôo todo.
Chegada em João Pessoa


Chegando em João Pessoa, o tempo estava fechado, ao longe víamos muita chuva, mas não no aeroporto, mesmo assim estava muito calor e ventando muito. Achei o Aeroporto de João pessoa pequeno e velho. Mesmo assim bem melhor do que o que eu conheci há 18 anos atrás. O espaço da esteira para as malas era bem pequena, o pessoal se amontoou e ficava até difícil arranjar um lugar, mas como nossas malas vieram rápido (foram uma das primeiras a aparecer na esteira), um rapaz me deu licença e pude pegá-las com facilidade. Só vale lembrar a gafe do Gabriel, que deixou nossa frasqueira passar dizendo não ser nossa, pois aquela que ele pegou tinha vindo do Japão, por causa da etiqueta JPA nela. 

Translado
     Saindo do desembarque o translado que contratei junto ao Hotel já estava me esperando. Foi a Luck Receptivo, que disponibilizou um carro somente para nós, com uma cadeirinha bem confortável para a Bia. Já postei sobre o translado aqui no blog, e recomendo para todos contratar a Lucky direto com o hotel, o motorista muito atencioso e educado. Nos tratou bem e nossas malas também, além de explicar várias coisas sobre a cidade e também de passeios que poderíamos fazer. 

     Chegamos no hotel rapidamente, apenas uns 20 minutos de carro. A recepção do hotel é ampla e o staff muito educado, nos atenderam muito bem, foram muito solícitos e nos levaram até nosso bangalô com o transporte do hotel (uma Van). Estarei em breve dedicando um post apenas com uma análise sobre as várias características deste hotel Resort, como atendimento, acomodações, divertimento e outros.
Bangalô

     O Hotel é muito bonito e possui uma área enorme. Só de transporte mesmo para ir até o bangalô com as malas. O bangalô também é muito bom, grande, com sala e uma copa, um lavabo, 2 quartos e um banheiro (sem suíte). Descreverei melhor as acomodações no post sobre Mussulo. Conforme tinha solicitado por email anteriormente, colocaram o berço da Bia em nosso bangalô.

     Como já eram mais de 13:00, fomos para o restaurante Rio Zaire almoçar. O almoço estava muito bom, caprichado, era dia de feijoada, mas fiquei nos outros pratos mesmo. Uma boa variedade de comida e acompanhamento. Aproveitei e já pedi um vinho para acompanhar o almoço. 
     Nota: O Mussulo trabalha apenas com o vinho Miolo Seleção no sistema All Inclusive. Eles servem o tinto Carbenet Sauvignon/Merlot, o Branco Chardonnay, Espumante Brut e Moscatel. Não gostei muito do vinho tinto, é aceitável, mas poderiam tem outras opções, pois existem outros melhores na mesma faixa de preço.


Restaurante Rio Zaire
Almoço
Almoço

     Depois do almoço, voltamos para arrumar nossas coisas no quarto. Nesse meio tempo a Bia dormiu, então eu aproveitei para ir conferir como era a academia do hotel. Chegando lá, uma decepção, o hotel reservou um grande espaço para a academia, mas está muito mal aproveitado. Não sou conhecedor de marca/modelo de equipamento de academia, mas comparo com os que uso onde moro, cujos equipamentos são todos LifeFitness.
Estação de Ginástica
A academia do Mussulo possui:
  • 2 esteiras: marca embreex. São esteiras simples, não inclinam nem possuem função extra. Possui apenas programas prontos de velocidades alternadas. Não são lá essas coisas, mas quebra o galho. 
  • 1 elíptico: acho que mesma marca embreex. Razoável, bem simples e quebra o galho 
  • 1 estação de ginástica: daquelas que tem vários aparelhos juntos. Esta estação não estava em boa, não gostei nem um pouco. Não fiquei à vontade, não consegui ajustar algumas posições nela e fiquei com medo de sofrer alguma lesão, pois ficava totalmente fora de lugar. Uma certa hora notei que um dos equipamentos dela estava fazendo um barulho estranho e a resistência estava alta. Notei então que um dos cabos estava fora da polia, arrastando entre ela e a armação, e já estava até descascado. O que tive que fazer foi colocá-lo de volta à polia manualmente. 
  • Estante com alteres: uma estante completa com alteres de vários pesos.Muito boa ! 
  • Aparelho para abdominal: daqueles simples de chão que vendem pela internet. O encosto de cabeça estava solto. Acho que a academia merecia um aparelho de abdominal melhor, mais sério.
  • 1 bicicleta ergométrica: marca embreex. Não usei pois não gosto muito desse tipo de bicicleta, mas parece da mesma qualidade das esteiras. 
     São disponibilizadas toalhas pequenas e um bebedouro para os malhadores. Enquanto fui na academia, Gabriel aproveitou para conhecer o hotel e foi até em um futebol de sabão, enquanto a Bia, depois de acordar, passeava com a Cris na brinquedoteca e tirava fotos com a hipopótamo.
Futebol de Sabão

Hipopótamo

     Bom, depois de queimadas algumas calorias e depois de um banho, é claro, fui com o Gabriel e a Bia no Bar Namibe, onde já acontece todo dia o Chá das 5. São alguns folhados, bolos, sucos, refrigerantes, máquina de café e água para quem quer fazer um lanche no final da tarde. Neste dia junto do chá estavam oferendo um rodízio de pizza no forno a lenha. Eu não queria comer nada não, mas não resisti quando me ofereceram uma pizza de carne seca com queijo coalho... estava uma D-E-L-Í-C-I-A !
Rodízio de Pizza
Chá das 5
Forno a lenha

Mussulo By Night
Feira de Artesanato
     Saindo do Namibe, passamos ao lado do restaurante, pois haviam montado uma feira de artesanato, com algumas peças e também cachaça artesanal. Apesar de pequena a feirinha tinha peças muito bonitas !     
    Chegando a hora do jantar, a Bia resolveu dormir no meu colo (estava muito cansada), e fomos para o restaurante assim que ele abriu. A noite de hoje seria a noite Italiana, e estava tudo muito gostoso, com diversos pratos típicos. Para variar, fomos muito bem atendidos, mas eu acabei trocando o vinho tinto por outro, pois este que eles servem somente com uma carne mais forte, pois o vinho não é muuuito bom. 

Noite Sertaneja
Mimo do Hotel 


     Depois do jantar estávamos cansados e fomos para o bangalô, mas depois que a Bia dormiu, eu dei uma saída para filmar a noite sertaneja que o hotel havia programado. Estávamos ouvindo umas músicas que não tinham nada a ver com sertanejo, e descobri que o grupo estava animando a turminha Kids, rolou até Galinha Pintadinha... lá pelas 22:00 começaram a tocar mais sério.


E finalmente, chegando no quarto, recebemos um mimo do Hotel com uma garrafinha de espumante e alguns doces, junto com um recado bem simpático de boas-vindas.



Fique com um pequeno vídeoclipe de nossa chegada: