4 de novembro de 2016

Pousada Arvoredo





     Esta viagem foi feita em 2009, e foi nossa primeira viagem de aventuras em cachoeiras com o Gabriel, que tinha 6 anos e que estava acostumado a basicamente viajar para resorts. Como Pirenópolis é pertinho de Brasília, nossos passeios para lá costumam durar um final de semana, suficiente para aproveitar umas cachoeiras e se divertir sem se cansar muito. 

      Escolhemos uma pousada simples mas muito bem conceituada e que não fica longe do centro, chamada Pousada Arvoredo. Ela oferece basicamente a estadia, não tem almoço nem jantar incluído, mas com café da manhã incluso, um quarto bem aconchegante em um lugar muito tranquilo. O café da manhã é muito bom, caprichado com pães, bolos, iogurte, suco, biscoitos e tudo mais.... Possui uma pequena piscina redonda, que na época tinha o chão de cimento, mas que hoje já pode-se ver no site da pousada que foi reformada. Se você quer um lugar barato com um quarto aconchegante em um lugar bem tranquilo, a Pousada Arvoredo é uma excelente opção !

Caminho para Pirenópolis
Restaurante
      Chegamos logo na hora do almoço, fizemos o Check-in e fomos para a cidade almoçar em um restaurante. Pirenópolis é uma cidade muito gastronômica, possui muitos restaurantes e é fácil encontrar um para seu gosto. 
Igreja
     Aproveitamos também para passear pelo centro da cidade e visitar alguns pontos turísticos conhecidos, assim como passar em um mercado para comprar provisões para os passeios, como água e alguns lanches. Paramos também no centro turístico para saber nossas opções sobre quais cachoeiras poderíamos visitar no dia seguinte ou outra atração possível.

Visitante
     Voltamos então para o hotel para descansar e aproveitar a piscina. Para nossa surpresa encontramos um visitante no nosso quarto, esse passarinho estava tão à vontade que até subiu na nossa mão ! Gabriel adorou, não me lembro de ele ter segurado alguma vez um passarinho na mão desse jeito.
     Enquanto nos divertíamos na piscina, tivemos outros visitantes também, vários micos andavam pelas árvores e pulavam entre os galhos até o restaurante e voltavam. Ficaram por ali durante toda a tarde. A brincadeira na piscina também foi ótima, éramos só nós três.
Aproveitando a Piscina
Piscina
Amiguinho do Hotel
Amiguinho do Hotel
Amiguinho do Hotel

     À noite fomos passear pela cidade, estava cheia, a rua das artes estava muito movimentada. Na praça do Coreto estava tendo também a Feira das Artes, muitas pessoas com seus "stands" vendiam seus produtos, todos muito bonitos, por sinal. Escolhemos uma creperia para jantar, depois passeamos pela rua e também pela praça, que não ficam longe uma da outra. Noite muito agradável, clima quente. Gabriel se divertiu com as cabeças de boi coloridas tradicionais das cavalhadas distribuídas pela cidade.

Cabeça de Boi
Cabeça de Boi
     


Indo para a cachoeira

Cachoeira Santa Maria

Pegando trilha
     No dia seguinte, fomos à busca das cachoeiras. Escolhemos a cachoeira Santa Maria e Lázaro, pois fazem parte do mesmo "complexo", você entra pelo mesmo ponto e a trilha se bifurca de acordo com a cachoeira que você quer ir. 
     Fomos para lá logo depois de tomar o café da manhã. Gabriel, animado, resolveu levar sua prancha para nadar, enfrentando a trilha com toda animação, querendo sempre ir na frente de todos.

     A primeira que fomos foi a de Santa Maria, uma cachoeira pequena, e que tem um excelente espaço de areia para colocar o material e uma grande piscina natural, para quem tiver coragem de enfrentar o gelo e nadar. Claro que não íamos ficar de fora (pelo menos eu e Gabriel), então entramos e nadamos à vontade, Gabriel com sua prancha, fomos até a base da cachoeira e tudo mais. 

    Depois de um bom tempo, pegamos nossas coisas e fomos pegar a outra trilha para visitar a Cachoeira do Lázaro.

Cachoeira Santa Maria
Cachoeira Santa Maria

Cachoeira do Lázaro

     Saímos então da Cachoeira Santa Maria e voltamos pela trilha até a bifurcação. Entramos na outra trilha e seguimos até chegarmos na Cachoeira do Lázaro. Chegando lá uma bela surpresa, é uma cachoeira muito linda ! Na verdade parece mais uma corredeira cheia de pedras, onde cada pedra faz sua própria mini-cachoeira, simplesmente maravilhosa. 

Cachoeira do Lázaro
Cachoeira do Lázaro









Restaurante
     Aproveitamos para fazer um lanche (frutas) que levamos, e é claro que levamos conosco o lixo. Algumas pessoas insistem em deixar lixo pelo caminho ou na cachoeira, muito triste, mas fizemos nossa parte e levamos um saquinho para guardar o lixo que utilizamos. 
     Ficamos na cachoeira até umas 16:00 e voltamos para o hotel para pegar mais piscina e sair para jantar à noite em um restaurante da cidade.



Santuário Vagafogo


     O Santuário Vagafogo é uma área de preservação ambiental em Pirenópolis. Possui trilhas e algumas atrações lá. No domingo fomos conhecer esse santuário que realmente impressiona os visitantes. 
     Lá somos recebidos em uma sede, onde podemos escolher a atividade. Eles oferecem trilhas, às vezes possui uma exposição ou feira na sede, arvorismo, um brunch, etc... O melhor é entrar no site deles e verificar tudo que está disponível. Nesse dia, como era nosso último em Pirenópolis, resolvemos fazer uma trilha pelo local. 
      Na trilha somos levados pela mata por uma guia, que nos explica sobre diversas espécies de vegetação e animais, assim como curiosidades e história sobre o local. Paramos também em alguns pontos como uma mini represa, onde (quem tiver coragem como nós) podemos tomar um banho na água "geladinha" do riacho.

     Adoramos todo o passeio e esperamos poder voltar outro dia para aproveitar todos os outros que ele oferece. Seguem algumas fotos desse lindo lugar.



Vagafogo
Vagafogo
Vagafogo
Vagafogo
Vagafogo
Vagafogo
Vagafogo
Vagafogo
Vagafogo
Vagafogo
Vagafogo
Vagafogo