31 de outubro de 2017

Sobre Foz do Iguaçu

     Foz do Iguaçu é um município brasileiro do estado do Paraná. Com uma população de 263.915
habitantes. Segundo artigo publicado pela revista Exame em março de 2014, é o terceiro destino de turistas estrangeiros no país e o primeiro da região sul.

     Conhecida internacionalmente pelas Cataratas do Iguaçu, uma das vencedoras do concurso que escolheu as 7 Maravilhas da Natureza, e pela Usina Hidrelétrica de Itaipu, a segunda maior do mundo em tamanho e primeira em geração de energia, que em 1996 foi considerada uma das 7 Maravilhas do Mundo Moderno pela Sociedade Americana de Engenheiros Civis.



História

 Em 1881 Foz do Iguaçu recebeu seus dois primeiros habitantes: o brasileiro Pedro Martins da Silva e o espanhol Manuel González. Pouco depois chegaram os irmãos Goycochéa, que iniciaram a exploração da erva-mate. Oito anos após foi fundada a colônia Militar na fronteira, marco do início da ocupação efetiva do lugar por brasileiros.

 A expedição do Engenheiro e Tenente José Joaquim Firmino chegou a Foz do Iguaçu em julho de 1889. Foi levantada a população e identificadas 324 pessoas, em sua maioria paraguaios e argentinos. Em 22 de novembro do mesmo ano, o Tenente Antônio Batista da Costa Júnior e o Sargento José Maria de Brito fundaram a Colônia Militar, que tinha competência para distribuir terrenos a colonos interessados.

 No ano de 1897 foi criada a Agência Fiscal, chefiada pelo Capitão Lindolfo Siqueira Bastos. Ele Registrou a existência de apenas 13 casas e alguns ranchos de palha. Nos primeiros anos do século XX a população de Foz do Iguaçu chegou a aproximadamente 2.000 pessoas.

 Em 1910 a Colônia Militar passou à condição de Vila Iguassu e dois anos depois, o Ministro da Guerra emancipou a Colônia tornando-a um povoamento civil entregue aos cuidados do governo do Paraná.

 Em 14 de março de 1914, pela Lei 1.383, foi criado o município de Vila Iguassu e passou a denominar-se Foz do Iguaçu em 1918.


Clima


     O clima de Foz do Iguaçu é subtropical úmido mesotérmico. A cidade tem uma das maiores amplitudes térmicas anuais do estado, cerca de 14 °C de diferença média entre o inverno e o verão, isto deve-se a uma menor influência da maritimidade do que a que ocorre em outros municípios. Por isso os verões costumam ser muito quentes, com máximas médias em torno dos 33 °C e sensação térmica chegando a cerca de 40 °C, e os invernos apesar de, na média, serem considerados amenos, ainda sim propiciarem quedas bruscas de temperaturas que podem fazer a temperatura cair abaixo de zero durante a passagem de frentes frias com a massas de ar polar na retaguarda. As chuvas costumam ser bem distribuídas durante o ano, com uma pequena redução no inverno.





Gastronomia

     A comida típica da cidade é o Pirá de Foz, porém o Dourado Assado faz grande sucesso na gastronomia local. Em Foz do Iguaçu, encontram-se diversos estilos de restaurantes, de variadas gastronomias, a culinária libanesa também recebe o seu destaque em Foz do Iguaçu, que possui vários estabelecimentos neste segmento, com destaque para o shawarma, um sanduíche feito com carne ou frango, muito apreciado por moradores e turistas.

Pirá de Foz

  • Pirá de Foz: Criado em 1996, o prato típico da cidade é o “Pirá de Foz”. Eleito entre vários outros pratos à base de peixe, o prato foi idealizado por Dirceu Vieira dos Santos, cozinheiro do Hotel Bourbon.

    Na linguagem tupi-guarani, “pirá” significa peixe, sendo que na receita original o peixe utilizado é o surubim, de carne saborosa, encontrado nos rios da região. A base do prato, ornamentado com o surubim, é molho de gengibre, purê de mandioca e arroz com espinafre.


  • Dourado Assado: originário das águas do baixo Paraná, de carne muito saborosa. Normalmente, pescam-se exemplares com cerca de 70 centímetros de comprimento e peso de 6 quilos, mas existem registros de peixes com 1,4 metros e mais de 30 quilos.

    Dourado Assado

    A Pesca ao Dourado é o evento mais tradicional de Foz do Iguaçu. Anualmente, traz inúmeros pescadores de todo o Brasil, que vêm em busca do sabor incomparável desse peixe de carne branca e macia.






Restaurantes Interessantes

  • Rafain - A churrascaria é bem grande, com capacidade para 1200 pessoas. Apesar de ficar bem cheia, o atendimento é bom! A churrascaria não é do tipo rodízio tradicional, é do tipo buffet, você mesmo se serve, inclusive o churrasco. Há grande variedade de comidas, desde japonês, passando por saladas, massas, carnes, além das sobremesas. Como já era de se esperar, o melhor da casa é o churrasco, muito bem feito! O maior diferencial da Churrascaria Rafain é que o jantar é acompanhado de um show. O Show Latino Americano mostra a cultura e as danças típicas de alguns países da América Latina. (show às 20:30, R$ 119,00 com jantar).

  • Aqva - O Aqva é um dos melhores restaurantes de Porto Iguazú; por isso, uma opção
    imperdível para quem busca um bom jantar. O atendimento do local é excelente e seu cardápio, apesar de não ser muito extenso, é capaz de oferecer o melhor da Argentina: as carnes (Funcionamento: Todos los dias de 1130 a 2330 hs).


  • Porto Canoas - O restaurante que fica dentro do Parque Nacional do Iguaçu tinha tudo pra não
    ser um lugar de destaque, mas o caso é exatamente o oposto. Apesar do precinho salgado, típico de restaurantes dentro de parques, o buffet livre (R$ 45) é bem feito e variado. Além da boa qualidade e dos pratos bonitos do lugar, o grande destaque é a varanda do restaurante, de onde se vê e escuta o som das cataratas. 


  • La Mafia Trattoria - Para quem gosta de comida italiana ou apenas quer conhecer um lugar
    com ambiente diferente, a dica é o La Mafia. O restaurante italiano possui um ambiente e um clima bem diferentes dos restaurantes tradicionais. A começar pelos garçons que se vestem e fazem brincadeiras como se fossem mafiosos. O restaurante possui dois andares e no segundo andar há três ambientes temáticos: Cabaret, Disco e Café. O Cabaret é um ambiente decorado ao estilo francês, com uma luz fraca e aconchegante; indicado tanto para casais quanto para grupos de amigos. Esse é o ambiente que os clientes mais gostam! Já o Disco possui o estilo das discotecas dos anos 70. Se você preferir um ambiente mais privativo, há o Café, que possui apenas uma mesa para até oito pessoas e uma decoração ao estilo de cozinha italiana. Cada ambiente possui um tipo diferente de música e as decorações estão sempre mudando. Só pela decoração diferenciada já vale a pena conhecer o restaurante! Há ainda um ambiente, tipo um camarim,  no qual as pessoas podem vestir fantasias e tirar fotos divertidas.

  • La Selva - Este restaurante está construído no pátio central do Parque Nacional do Iguazu, apenas a alguns metros da estação de trem central. Tem capacidade para atender mais de 400 pessoas simultaneamente e o cardápio é estruturado com base na fantástica riqueza gastronômica argentina. Restaurante caro e não compensa a qualidade.




  • Ice Bar - No Ice Bar tudo é feito de gelo: as paredes, os móveis, a decoração e, inclusive, os
    copos. E, para manter tudo congelado, a temperatura do bar é de -10ºC. Para você não congelar junto com as paredes, o bar empresta casaco e luvas. Além disso, é preciso passar por uma sala de aclimatação, na qual permanecemos três minutos em temperatura de 5ºC, para o corpo já ir se acostumando com o frio. Passamos por essa sala na entrada e na saída do bar.Uma dica importante é você ir de calça e sapato fechado, pois o bar empresta apenas o casaco e as luvas.