29 de dezembro de 2021

Metrô de Brasília

 

        Brasília tem metrô sim, é muito útil mas seus serviços são precários e a linha muito limitada. Vou tentar mostrar algumas partes de como ele é aqui para você que for visitar a capital do nosso país verificar se vai conseguir ou precisar usar esse serviço. 

Malha



      O metrô de Brasília é relativamente novo, inaugurado em 2001. Embora existam alguns documentos que indicam que o metrô estava previsto ser construído junto com a construção da capital (e devia ter sido mesmo! Vou tentar achá-los novamente), somente agora é que ele foi construído  

        Brasília vive cercada de escândalos, mesmo essa construção recente do metrô não ficou sem sua cota de escândalos, que envolveu superfaturamentos, roubo de dinheiro público, etc  tanto que sua  construção ficou paralisada por um bom tempo, e depois foi liberada novamente já em outra gestão governamental. 

    Mesmo assim, sua malha é muito restrita ao que podemos chamar de espinha dorsal da cidade, esticando por mais quatro regiões administrativas,  ou cidades satélites, como são mais conhecidas. Assim, ajuda muito no deslocamento entre as cidades, mas pouco se você precisa se deslocar dentro da mesma região, dependendo do caso, é claro.

        Algumas expansões estão previstas, para o resto da "espinha dorsal" da cidade (asa norte), assim como uma linha VLT para integrar o metrô com o aeroporto, mas como falei, tudo aqui envolve escândalos e processos complicadíssimos, que envolvem interesses pessoais ou patrimônio histórico, o projeto já tem mais de 2 anos e nada de avançar. Não existe previsão nem mesmo para começarem as obras.



Aplicativo 


     O metrô de Brasília tem também um aplicativo grátis para você baixar.  Está disponível para IOS e Android. 

     No entanto, o aplicativo é mais informacional, mostrando a situação do serviço, da linhas, mostra a estação mais próxima (como fosse muito difícil isso aqui, rs) e coisas do tipo. Não é possível comprar passagens nem algo do tipo.


Preço e formas de Pagamento

    Para começar, o preço é salgado. Em Dezembro de 2021, a passagem custava R$ 5,50 (em São Paulo, R$ 4,40). E existem 3 maneiras de você conseguir uma passagem:
  1. Guichês: você pode adquirir APENAS UMA passagem por vez nos guichês, eles não vendem ida e volta para você, e você pode pagar APENAS em dinheiro. O troco máximo é de R$ 50,00. Você recebe um cartão que é depositado na catraca na hora que você passa. Dependendo da estação (as mais utilizadas, como shopping, Galeria, Central, etc) você pode ter que enfrentar uma fila considerável. Uma vez, já perdi uns 15 minutos em uma fila dessas.
     
  2. Bilhete Único:  se você utiliza muito o metrô, você pode também adquirir um cartão de bilhete único, igual ao de São Paulo, onde você deposita um valor que é descontado sempre que você

    passa pela catraca. O cartão é grátis na primeira vez que você solicita, caso precise tirar uma segunda via, terá que pagar uma taxa. O problema desse cartão é a forma que você tem para carregá-lo.
    Você pode se cadastrar pela Internet, mas depois tem que ir pessoalmente na central de atendimento do metrô com seu RG/CPF, onde pegará uma senha de atendimento e receberá seu cartão. Para mim até que foi bem rápido no dia que fui (fim de ano, dia de semana e hora do almoço). Mesmo com o cartão na mão ele não aparecerá no aplicativo (BRB Mobilidade), você deverá efetuar a primeira carga nele, somente depois ele aparecerá lá. 
    Mas para fazer a primeira carga, somente é aceito dinheiro no guichê do metrô, então terá que ter o dinheiro em espécie e enfrentar alguma fila. Depois de carregado, ele aparecerá no aplicativo. 
    Pelo aplicativo, você pode fazer a recarga dele, mas com um DETALHE: só é aceito débito em conta do BRB (Banco de Brasília) ou boleto. Ou seja, se você não tiver conta no banco, terá que esperar alguns dias até que o boleto dê baixa no banco.

  3. Cartão de débito/crédito direto na catraca: para completar, esse serviço ainda está em testes, mas desde Janeiro de 2021 colocaram algumas catracas especiais. Notei uma câmera igual às catracas de São Paulo, para leitura de QRCode, mas o que me chamou a atenção é que ela aceita cartões de crédito e débito POR APROXIMAÇÃO ! Então, acabou esse problema de pegar filas para você comprar a passagem, basta passar o cartão, celular ou relógio inteligente com seu cartão ali que você terá sua passagem garantida ! Que salto imenso nos serviços do metrô ! Parabéns !


Vagões e Estações

        Outra grande diferença do metrô de Brasília para outros é que aqui cada trem possui apenas 4

vagões ! Isso mesmo, quatro, enquanto outras cidades cada trem possui pelo menos 8. 
Isso atrapalha principalmente nos horários de pico, onde o trem fica lotado.

        Normalmente os vagões encontram-se limpos, eles são sempre limpos quando o trem chega na última estação e muda de sentido. O mapa da linha que fica acima das portas não possui luz indicadora da estação atual nem as que já passaram. 

        As estações estão todas em bom estado e limpas, mas é importante entender que foram construídas tem muito pouco tempo. Em muitas partes ainda sinto falta daqueles quiosques com vendas de produtos ou lanches que se vê nos metrôs por aí. Em diversas estações daqui você vê que fizeram locais para serem colocadas lojas, mas estão vazias até hoje. 
        São vários casos também de que muitas estações constantemente estão com o elevador quebrado, atrapalhando a mobilidade, e até agora não vi banheiro em nenhuma delas.



Nenhum comentário:

Postar um comentário